quarta-feira, 13 de janeiro de 2010

Somos menos que poeira no Universo



Existe aquela ideia de que, comparada ao Universo, a Terra é do tamanho de um grão de areia. Esta afirmação assusta um pouco, mas não chega a ser tão impactante como "ver" o quão nano nós somos. O Museu de História Natural dos Estados Unidos produziu um vídeo que tem como objetivo mostrar os corpos celestes em suas proporções reais, tanto em tamanho quanto em distância e posicionamento entre si.

A primeira cena é a cadeia de montanhas do Himalaia. Então, a imagem começa a se afastar rapidamente, mostrando a Terra, a órbita dos nossos satélites artificiais e, em seguida, a órbita da Lua. Admito que fiquei impressionado com a real distância que a Lua está da Terra, é muito longe! Nós estamos habituados a ver seu movimento de translação em livros didáticos sem perceber que a distância ali apresentada é apenas ilustrativa. Depois, o vídeo começa a mostrar a órbitas dos outros planetas do Sistema Solar e o próprio Sol. À medida em que a imagem se afasta, legendas contam a distância da Terra em anos-luz, chegando a um ponto da narrativa que passa a ser bilhões de anos-luz! O Sol se torna apenas mais um pontinho brilhante que se perde em meio a tantos corpos celestes. Ainda mais longe, a Via-Láctea se mistura a outras galáxias como se não fosse nada.

O vídeo continua a levar-nos em uma viagem impressionante, até o momento em que chegamos a "imagem" do que é conhecido e desconhecido, em meio a Quasares e à luz do passado do cosmo. Enfim, uma esfera ilustra a posição do nosso Universo no espaço e no tempo.

Gostaria de entender mais de astronomia e física para falar neste tópico. Mas isso não nos afasta do deslumbre e do sentimento inexplicável diante do quão grande é o universo e da certeza de que sabemos muito pouco de tudo isso. Este vídeo é o resultado de observações e fatos lógicos para a ciência, mas também de teorias ainda não comprovadas, deduções e, principalmente, imagens do passado. Se fosse possível ver uma imagem do universo de verdade, e fosse a luz tal qual a conhecemos o que possibilitasse tal visão, estaríamos diante de uma linha do tempo, sendo possível olhar para diferentes partes da história e impossível enxergar o real presente (se é que isso existe).

Prometo que o próximo tópico vai ser mais light e vou falar menos!

9 comentários:

  1. Este video é incrivel! Ótimo post!

    ResponderExcluir
  2. Somos partes de um todo, um Universo infinito, vivo, pulsante...

    ResponderExcluir
  3. Somos pecinhas da coleção de criações de Deus... Ele é grande, infinitamente poderoso e por isso devemos adorá-lo!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. KKKKKKKKK aparece irmão de todo lado... AIAIAIAIAIA

      Excluir
  4. Impressionante mesmo é ver estrelas brilhando e na verdade elas já nem existem mais ,estamos tao longe delas que até a luz demora para chegar até nós.. O universo é maravilhoso...

    ResponderExcluir
  5. Peculiar tal obra divina.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Concordo meu caro anônimo

      Excluir
    2. Não tem nada de divino. NÃO EXISTE UM HOMEM MÁGICO E INVISÍVEL QUE VIVE NO CÉU!!! ACORDA!!!

      Excluir
    3. Cara coitado pô cada um com sua creença velho para com isso por favor não esxiste nada mais chato do que isso tenha um pouco de respeito ateu ignorante.

      Excluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...