segunda-feira, 27 de dezembro de 2010

Pesquisadores acompanham pato por 6 mil Km


Com o objetivo de obter um panorama mais completo sobre as migrações dos pássaros, para fornecer informações precisas na prevenção de doenças e no estudo de mudanças ambientais, um grupo de pesquisadores acompanhou vários patos durante uma viagem de Hong Kong ao Ártico.

O processo, que provavelmente foi realizado com microchips presos aos bichos, contou também com a ajuda do Google Earth no desenho do trajeto e trouxe algumas revelações impressionantes. Um dos animais chegou a alcançar a velocidade de 114 km/h e a "famosa" pata que completou o trecho de 6 mil km viajou com uma velocidade média de 50 km/h. Para se ter ideia, 6 mil km é a distância de São Paulo até a África, na Namíbia, em linha reta. Infelizmente, um dos animais foi abatido enquanto sobrevoava a Rússia. A hipótese mais provável é que tenha sido atingido por um caçador russo (só podia ser!). Agora imagine a decepção do cientista que se dedicou ao acompanhamento deste pássaro.

Quem pagou o pato, quer dizer, financiou o projeto, foi a WWF.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...