sexta-feira, 5 de fevereiro de 2010

Neurociência tenta explicar por que os mocinhos sempre ganham no faroeste

O cientista Niels Bohr, tão famoso em nossas aulas de química, uma vez escreveu a teoria de que a lógica para o mocinho sempre vencer os duelos de faroeste era o fato de que tinha que atirar sem pensar, reagir, já que o vilão tentava atirar primeiro. A explicação para isso é quando nós somos obrigados a executar uma ação sem pensar somos mais rápidos. Este raciocínio foi comprovado recentemente pela University of Birmingham, no Reino Unido, com voluntários em um teste de apertar uma sequência de botões. A conclusão é que quando você tem que reagir é até 21 milésimos de segundo mais rápido que quando pensa raciocinar.

Entretanto, um movimento sem pensar costuma ser menos preciso. Isso sem contar que o "tempo de reação" é até 200 milésimos de segundos. Conclusão: se fosse pra valer mesmo, o mocinho ia morrer, sendo mais rápido no gatinho ou não, afinal teria que levar o susto primeiro para depois reagir efetivamente. A teoria de Bohr estava errada e a neurociência não explicou porque os mocinhos são mais rápidos no cinema. Minha teoria? Porque o roteirista quis, oras!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...