quinta-feira, 29 de julho de 2010

Asteróide pode extinguir a humanidade em 2182

Não é raro ver notícias sobre meteoros que ameaçam a Terra, mas as chances costumam ser desprezíveis. Desta vez parece que a situação a diferente. Segundo a cientista María Eugenia Sansaturio, da Universidad de Valladolid na Espanha, o asteroide "1999 RQ36", de 560 metros de diâmetro pode atingir a Terra em 24 de setembro de 2182 e provocar extinção em massa, inclusive da espécie humana.

As chances de isso acontecer chegam a até 1/500. Logo, é cem mil vezes mais fácil este asteróide acertar a Terra do que você ganhar na Mega Sena! Muitas pessoas podem dizer que isto não importa já que nenhum de nós estará por aqui mesmo. Entretanto, tentativas de mudar artificialmente a trajetória do asteroide devem ser realizadas pelo menos 100 anos antes da data do impacto. Três possibilidades já são consideradas: detonar uma ogiva nuclear, refletir raios solares a partir de uma nave para provocar reações químicas e mudar o curso, ou simplesmente mandar uma espaçonave suicida para colidir com o asteroide e alterar a trajetória. Apesar de parecer mais simples, esta terceira ação deve ocorrer bem antes da data, já que o ângulo de mudança não será grande.

A existência deste corpo celeste foi comprovada por quase 300 observações ao redor do mundo e por mais 13 medições astronômicas. Pode começar a rezar. Ou beber.

Para ver a notícia, vá aqui ou aqui.

sexta-feira, 16 de julho de 2010

Cientistas largam o ócio por alguns dias

Fórum discute patrimônio genético,

patentes e pirataria


No Ano Internacional da Biodiversidade, o Museu Exploratório de Ciências (MC) da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp) realiza no dia 12 de agosto, em Campinas, o fórum “Biodiversidade em perspectiva: patrimônio genético, patentes e pirataria”. Afinal, a quem deve pertencer os royalties das descobertas científicas no Brasil e no resto do mundo?

O evento é gratuito e acontece no Auditório do Centro de Convenções da Unicamp (CDC) das 9 às 17 horas. Podem participar pesquisadores, professores, estudantes e demais interessados no assunto. As inscrições devem ser realizadas no site da Coordenadoria Geral da Universidade da Unicamp (CGU) até o dia 10 de agosto.

Pela manhã, às 9h30, haverá a palestra "Problemas e potencialidades da biodiversidade brasileira: patentes e biopirataria", com Gonçalo Guimarães Pereira, professor titular da Unicamp e revisor de diversos periódicos científicos.

Em seguida, às 11h, acontecerá a mesa redonda “Biotecnologia, Patentes e Biopirataria”, com Márcio Schuler, Diretor do Departamento do Patrimônio Genético do Ministério do Meio Ambiente (DPG) e Lara Sette, do Centro Pluridisciplinar de Pesquisas Químicas, Biológicas e Agrícolas da Unicamp (CPQBA).

No período da tarde, às 14h, o pesquisador Roberto Berlinck da Universidade Federal de São Carlos apresenta a palestra "Cientistas brasileiros não são biopiratas". Na seqüência, às 15h15, Spartaco Astolfi Filho, professor titular de biotecnologia da Universidade Federal do Amazonas, e Herton Escobar, repórter do Jornal O Estado de São Paulo, participam da mesa redonda "Biodiversidade: quadro atual, potencialidades, perdas, impactos e propostas para o futuro".

Dica:

Camila Delmondes

Assessoria de Imprensa

Museu Exploratório de Ciências - Universidade Estadual de Campinas

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...