sexta-feira, 18 de maio de 2012

Se gabar no Facebook é tão bom quanto sexo

Você se sente bem ao colocar as fotos dos lugares para os quais viaja, dos bares que frequenta, dos encontros com a turma 'descolada' e, com o Instagram, compartilhar guloseimas? Segundo um estudo científico realizado pela Universidade de Harvard, postar este tipo de conteúdo pode gerar uma sensação tão boa quanto sexo. E o motivo é bastante simples: as pessoas gostam de falar de si mesmas, mesmo que isso não seja tão legal para os outros usuários, despertando, às vezes, até sentimentos negativos. Além de tentar mostrar o quão legal é nosso dia-a-dia, escrever mensagens e opiniões sobre temas variados também pode trazer boas recompensas para o cérebro, afinal é uma forma de mostrar o lado "intelectual e crítico".

Os pesquisadores de Harvard fizeram um experimento no qual ofereceram uma pequena quantia em dinheiro para os participantes responderem a perguntas sobre famosos ou não receber nada para falar de si mesmos. A maioria não quis o dinheiro e preferiu contar sobre a própria vida.

O estudo não tem o objetivo de denegrir quem se gaba nas redes sociais, mas apenas mostrar como nossa mente funciona. Se não houvesse este tipo de coisa, de que viveriam Facebook, Twitter ou Orkut (r.i.p.)? Todo mundo se gaba pelo menos um pouco, inclusive eu, você e aquele seu amigo chato que sempre posta uma foto legal. O simples fato de ter um perfil significa que entramos no jogo.

Aproveite para mostrar no Facebook que você acompanha Blogs legais, curta o Ócio Científico!

Referência: DailyMail

sexta-feira, 11 de maio de 2012

Descoberta de novo calendário maia 'adia' o fim do mundo


Pesquisadores norte-americanos anunciaram a descoberta de um novo calendário Maia, registrado por meio de pinturas nas paredes de um habitáculo, cômodo integrante das construções da antiga civilização, na Guatemala. Todo o estardalhaço criado para anunciar o fim do mundo em 2012 se baseia nos 13 ciclos do calendário Maia analisado até então. Mas a nova descoberta revela que há 17 ciclos, ou "baktun". Além disso, o arqueólogo David Stuart, da Universidade de Austin, Texas, afirma que os ciclos do calendário ainda vão se repetir por milhões de anos.

Segundo os cientistas, ainda falta explorar 99,9% do local, o que significa muitas outras descobertas sobre a fascinante sociedade Maia.

Para os que contavam com o fim do mundo para 21 de dezembro de 2012, pensem melhor antes de torrar toda a poupança ou falar algumas verdades para o chefe e a sogra.

Referência: Terra
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...