domingo, 15 de janeiro de 2012

Quem faz exercícios físicos ganha mais, diz estudo

Um estudo americano acaba de associar a prática regular de exercícios físicos a salários maiores. Durante a pesquisa realizada por cientistas da Universidade de Cleveland, Ohio, descobriu-se que as pessoas que se exercitam três ou mais vezes por semana ganham 9% mais que os outros. Além disso, aqueles que tem menos atividades físicas semanais também têm salários maiores do que os sedentários, em cerca de 5%.

Foram entrevistadas 15 mil pessoas, o que confere uma certa credibilidade à pesquisa. O estudo foi publicado no Journal of Labor Research e o artigo atribui esta relação ao fato de a atividade física ser algo positivo para o corpo e a mente, o que permite às pessoas serem mais produtivas e até mesmo mais disciplinadas.

Pode-se inferir, ainda, que o impacto dos exercícios no salário - apesar de tal relação não ser citada -deve-se também à boa forma física, a qual inflencia diretamente na imagem pessoal, associando o indivíduo a boa saúde e autocuidado.

Moral da história: mais um ótimo motivo para finalmente começar uma atividade física.

Referência: G1

quarta-feira, 4 de janeiro de 2012

Teia do Homem Aranha é criada a partir do bicho-da-seda

Desde os primórdios dos estudos sobre a genética a as manipulações transgênicas, especula-se sobre seres híbridos, animais e plantas mais fortes ou com características únicas, a exemplo das plantas que brilham no escuro, resultado da inserção de genes de vaga-lume. Além disso, sempre houve a hipótese de se criar objetos super resistentes e com características únicas, aproveitando o melhor que a natureza ofereceu a cada ser vivo.

O fio tecido pelas aranhas é alvo de cobiça científica e vários experimentos já foram realizados para se obter em escala industrial este fio mais resistente que o de aço. Tentativas com aracnídeos falharam, pois estes seres não produzem a quantidade suficiente e tendem ao canibalismo. Mas a grande novidade, anunciada recentemente pelos Estados Unidos, é que experimentos feitos com bichos-da-seda transgênicos - com alguns genes de aranha - levaram à criação de fios ultra-resistentes, em larga escala e com propriedades mecânicas ainda mais interessantes que o fio natural tecido pelas aranhas.

Este momento deve ser visto como um marco para os estudos transgênicos. Pode ser o nascimento de um material que revolucionará a indústria, incluindo têxtil, bélica e os próprios equipamentos industriais. É a chance que o Peter Parker precisava para arrumar um emprego melhor.

Referência: Terra
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...